terça-feira, agosto 26, 2003

Free as a bird II

Em «Deliverance», de John Boorman, Burt Reynolds, Jon Voight e os amigos entram por um fim-de-semana ruralidade adentro, são alvo de violação, cometem assassínio e voltam à cidade repletos de fantasmas que se adivinham perenes. Definitivamente, a ruralidade nacional é bem mais doce. E Pavese, como eu desconfiava, não tinha razão: o único problema em regressar aos lugares onde se foi feliz é a certeza, constante, de que o regresso é provisório. E esse é um fantasma tolerável, quase o Casper. Tolerável e vital.