sábado, agosto 02, 2003

Já agora

Para quem leu a frase e não o artigo, esclareço. Não acho que Portugal tenha chegado ao fundo do poço (e continuado para além dele). Pelo menos, não por causa da detenção do dr. Pedroso. Pior é o caso do sr. Brito, artilheiro do Leixões Sport Clube, que cumpre pena em Custóias por conduzir sem carta ou uma insignificância semelhante. Não ligo à bola mas, como inúmeros matosinhenses, espanta-me que o assunto não mereça súplicas ao Procurador Geral, arroubos de deputados e crónicas inflamadas na imprensa. O sr. Brito faz mais falta ao Leixões que o dr. Pedroso ao país. E o Leixões, perguntem aos devotos, não é uma nação é um mundo.