sábado, setembro 27, 2003

Eyes wide open

Julgo que não me fiz entender ao Celso Martins. O que eu escrevi foi - justamente - que não uso misturar contabilidade com vidas humanas, e que, por uma vez, abriria uma excepção em prol do equilíbrio de argumentos. Certo? Quanto ao resto, o Celso disse quase tudo: a «sociedade militarizada» a que você se refere admite e incorpora sem grandes traumas a dissensão, já que também é democrática, aberta e tolerante. Virtudes algo problemáticas de encaixar na «outra» sociedade, por razões a que os israelitas serão, julgo, bastante alheios.
Sobre o ligeiro facto de não me conhecer, não se preocupe: a recíproca é verdadeira e não menos grave. Tenho muito gosto, portanto. E mande sempre.