terça-feira, setembro 16, 2003

Fusos

Enquanto escrevo isto, o Fórum da Tsf está repleto de gente indignada. Bem, essa é a regra, só que desta vez a indignação deve-se à mudança da hora, que o Governo decidiu afinar por padrões mais chiques e europeus. A fim de justificar a ira, os ouvintes da estação invocam «as crianças». As crianças? O que se passa com o raio das crianças? Quando o prof. Cavaco patrioticamente adiantou a hora, há uma década atrás, eu próprio era uma criança de vinte e poucos anitos. E, embora a infância tenda a distorcer e alindar as memórias, recordo-me com saudade das aulas de Ordenamento do Território, às oito e meia da manhã, que se iniciavam noite funda e terminavam com o nascer do sol. É uma experiência rara, que os petizes de hoje têm todo o direito de usufruir. Por mim falo: nunca, como nesses tempos de breu matinal e brancas noites, me senti tão civilizado, tão europeu, tão sueco. O pior é se nos dá para esfaquear o dr. Martins da Cruz e rejeitar o euro. Na minha meninice, tais hipóteses não se colocavam.