segunda-feira, setembro 08, 2003

Os blogues libertam

Visitei, com miserável atraso, os blogues «fascistas» de que a Maria José Oliveira falara na Gazeta do «Público» e que motivaram discussões várias por aí. Duas impressões. A primeira é que, dos quatro, três são completamente grotescos (o restante é o Último Reduto, mais polido - não só, mas também, por ter um link, talvez equívoco, para o Homem a Dias). A segunda impressão é comum ao ramalhete: passe a proverbial «boca» aos pretos e aos «gays» (embora citem António Botto), o combustível dos blogues em causa é o anti-semitismo e o ódio aos EUA. Não é por nada, mas se os critérios são estes, julgo que a lista de blogues «fascistas» em Portugal pode ser alargada de 4 para 40, ou 400. Estimativas por baixo.