quarta-feira, setembro 10, 2003

Turismo de risco

Com notável antecedência face aos nossos representantes na Cimeira, há mais ou menos um ano eu dei por mim em Cancún (o dr. Pina Moura escreve «Cancum» e faz muito bem). Dado estar em trânsito para outro lugar, a visita durou apenas umas horas, mas permitiu-me algumas conclusões. Entre as quais a de que os deputados portugueses, que se acotovelam regularmente em Vilamoura e desenvolvem todos os malabarismos para ver um jogo da bola sob os 40º de Sevilha, têm no mínimo uma ideia peculiar de lazer. E, note-se, eu não tive de aturar o ruído nem o cheiro dos «manifestantes» anti-globalização.