quinta-feira, outubro 02, 2003

Ainda o Punch-Drunk Sandler

O Bruno informa:

«Vi este fim-de-semana o Punch-Drunk Love e queria concordar consigo em relação à qualidade do filme. Embora não me tenha prevenido com um charro, fiquei siderado com a representação de Adam Sandler, com a complexidade da sua personagem, e com a composição de toda a película. Talvez por hábito de demasiadas narrativas medievais, o romantismo de uma namoro arranjado sempre me pareceu um desafio mais difícil do que relação que rompe barreiras e preconceitos sociais. Coisa curiosa, fiquei tentado a telefonar para uma linha erótica, é que apesar dos incidentes daí advindos na trama, este filme provou que nem todas as telefonistas são mulheres obesas e desdentadas.»

E a Rita Relvas regressa para nos sossegar:

«A campanha Ofereçam um Dvd à Rita já está a dar os seus frutos. Se calhar ainda antes do natal vejo o Punch-Drunk Love».