sexta-feira, outubro 03, 2003

A excepção é a regra

O sr. ministro dos Negócios Estrangeiros é o sujeito que, sem se rir, negou o terrorismo do Hamas. O sr. ministro do Ensino Superior foi um dos ideólogos da Prova Geral de Acesso, bizarria que me facilitou a entrada na universidade, privando-me de cinco anos dedicados ao auto-conhecimento e à contemplação do Bem. Só por isso, quero que ambos se lixem. Mas, citando Luís Delgado, há que ter calma e esperar por mais desenvolvimentos sobre o caso da «excepção». Por exemplo, hoje o «Público» titula que a «Académica de Coimbra exige a demissão» do dr. Lynce. Ora trata-se de uma reivindicação apressada, principalmente antes de sabermos a posição oficial da União de Leiria e do Belenenses.