sexta-feira, outubro 24, 2003

XXX-Files

A exemplo da carreira discográfica do sr. Represas, há diversos males que parecem durar indefinidamente. Uma das pragas recorrentes dos últimos anos é a da «conspiração» que terá assassinado Diana Spencer, ‘princesa do povo’, para alguns, mulher do povo, para inúmeros outros. Nos quiosques deste republicano país, a capa da insuspeita «Nova Gente» regressou ao fascinante tema, agora com a divulgação de uma carta em que a saudosa princesinha terá alertado (quem?) para uma marosca que ‘eles’ se preparavam para lhe fazer ao carro. Não li a revista, mas no caso, ‘eles’ são com certeza a família real e o MI5, que, do alto da sua intrínseca maldade, sabotaram o famoso Mercedes, mediante a inclusão ao volante de um bêbado, programado para conduzir nas vielas de Paris a 200 quilómetros por hora. A revelação não surpreende. O que surpreende sempre um bocadinho, e não é por falta de hábito, é a tendência dos média para servir lixo, e a capacidade dos simples para consumi-lo.