quinta-feira, novembro 13, 2003

Íntimas desordens

Fiz o teste de que a equilibradíssima Charlotte fala. Não divulgo os resultados: dado que, na minha personalidade, a componente paranóica até é a mais irrelevante, ‘eles’ são bem capazes de andar mesmo atrás de mim.