segunda-feira, dezembro 29, 2003

Contra o umbiguismo, marchar, marchar...

No Portugal real (mas republicano), toda a gente coça as costas a toda a gente. Na blogosfera, tal exercício, bem como o mero elogio fortuito, é alvo de intensa, embora tácita, censura. Mais dia menos dia, cai-lhe uma proibição em cima e eu estarei inteiramente de acordo. Donde não contem com panegíricos os blogues que agraciaram o Homem a Dias com as habituais - e lamentáveis - distinções de fim de ano.
Que o Carlos nem sonhe que o Contra a Corrente foi, junto com a Coluna Infame, um dos primeiros blogues que me habituei a visitar com regularidade, e que o acho um dos melhores exemplos do abismo de liberdade que separa este meio da imprensa ‘regular’.
E o Ricardo escusa de esperar que eu diga maravilhas do Babugem, entre as quais o facto de ser, hoje, a minha mais credível fonte de informação discográfica.
Quanto à Charlotte, essa está muito enganada se pensa que vou repetir o que já escrevi inúmeras e insuficientes vezes sobre o Bomba Inteligente: que é o melhor blogue nacional e ponto.
Estes, e todos os outros (ver links ao lado e não só) que revolucionaram a comunicação de um país abafado queriam elogios, comendas, retribuições, não queriam? Nem pensem. O Homem a Dias não vai nem acredita em grupos. Eu só acredito se ler no «Expresso».