terça-feira, janeiro 27, 2004

Posta restante

O Manuel Dinis, leitor assíduo, diz ter-se lembrado de mim ao ler este post do Barnabé e pede-me ‘uma resposta’. Com duas semanas de atraso, aqui vai ela.

Resposta:

Caro Manuel Dinis, sinceramente não sei o que é que, no dito post, lhe fez recordar a minha pessoa. O facto de eu não gostar do «Expresso»? Odeio aquilo. O facto de eu ser amigo do João? Sou muito e com muito orgulho.
Ou terá sido a opinião do João sobre «O Senhor dos Anéis», a que o tal post faz referência? Neste caso, lamento: o João leu e viu os livros e os filmes; eu mal sei quem foi o sr. Tolkien. O João é cristão ou, pelo menos, cresceu partilhando uma concepção cristã do mundo (ele menciona-o explicitamente no artigo em causa?); eu sou ateu e nunca tive qualquer familiaridade com o cristianismo. Em resumo, só posso informá-lo de que não costumo ver «o bem e o mal em confronto perpétuo». Normalmente, só vejo o mal - salvo excepções, com rédea solta. Mas o João sabe imensamente mais do que eu.

Nota adicional: continuo a não comprar o «Expresso». A amizade tem subtis formas de contornar os obstáculos.