sábado, março 20, 2004

Do mal, o menos

Na manif pelo Iraque de Saddam, há boas e más notícias. Primeiro as boas: sem electricidade nem palco, Jorge Palma não vai cantar. Agora as más: a actriz Maria do Céu Guerra vai ler um texto (com megafone a pilhas).

P.S.: O exemplo podia ser aproveitado para o Rock in Rio. Cortavam a electricidade, proibiam o palco, a Sra. Maria do Céu lia um texto, o pessoal fugia, aquilo acabava num instante e o perigo de acção terrorista seria reduzido ao mínimo. Isso é que era um autêntico festival pela paz.