sábado, março 20, 2004

O lixo nas ruas

E a sra. Maria do Céu lá fez o seu discurso, no qual mencionou o "terrorismo de Estado" levado a cabo por Israel - o que, segundo o «Público», "motivou o entusiástico apoio de uma jovem que, na fila da frente, estava vestida à árabe, com um cinto militar como os que são usados pelos mártires para transportar explosivos."
Seguiu-se-lhe um senhor da CGTP, que muito a propósito e sem se rir informou as massas de que "a liberdade foi conquistada há 30 anos e está bem sólida, e que o povo de Lisboa tem apego à paz." Ao mesmo tempo, ficamos a saber que o povo de Lisboa é constituído por apenas 5 mil criaturas, todas demasiado inseguras ou cobardes para proclamar individualmente a mais ou menos platónica devoção pelo terrorismo que não seja de Estado.
Felizmente, e ao que julgo saber, o Jorge Palma não chegou a cantar.