quinta-feira, março 11, 2004

Roubado a um leitor do Abrupto

«Queria que, se possível, divulgasse o que se passou hoje no site do Bloco: segui o seu link para o indizível comunicado do BE e fiz um comentário - nada de muito profundo ou pensado, apenas um desabafo. Era isto: "O Bloco continua na senda da vergonhosa justificação dos actos terroristas da ETA, do Hamas e companhia. A expressão fascizante apenas demonstra uma indescritível hipocrisia ideológica."

Minutos depois reparei que já lá não estava. Apenas restavam uns comentários inócuos. Insisti. Voltei a inserir o meu texto e logo me retiravam do site. Escrevi depois comentários como: "não será esta uma atitude fascizante?"; "que tal um pouco de liberdade de expressão de esquerda" ou; "isto faz-me lembrar a censura pidesca, e a vocês?".
Instei-os inclusivamente a me responderem para o email pessoal que indiquei, algo que ainda não fizeram.»

(Gonçalo Mendes da Maia)

P.S: Logo depois de postar isto, fui ao Comunicado em questão. O comentário do sr. Gonçalo Mendes da Maia está lá, aliás repetido diversas vezes. Nisto, pelo menos muito a posteriori, não tem razão. Já na "vergonhosa justificação dos actos terroristas" levada a cabo pelo BE, tem toda.