quinta-feira, setembro 23, 2004

Saludos amigos

Ao escrever a legenda da fotografia ao lado, reparei que, para manter a coerência face às imagens anteriores, devia acrescentar o nome da região ou do país – no caso, a Espanha. É curioso: vou a Sanabria algumas vezes por ano e nunca me lembro de que fica em Espanha. Quando se está no Nordeste Transmontano, a Espanha não parece ficar em Espanha. O meu pai nasceu a quinhentos metros da fronteira. Vimioso fica a dez minutos dela, a trinta de Zamora. Segundo as crónicas familiares, atravessei-a pela primeira vez com uma semana de idade. Se me apetece ir às compras, vou aos livros em Salamanca como em Matosinhos vou à FNAC do Norteshopping. Se me apetece um passeio antes de almoço, almoço em Ledesma ou em Toro. Em larga medida, aprendi a ler com os álbuns da Disney em castelhano (muito mais substanciais que as revistas da Abril). E, para mim, o Corte Inglés ainda é uma cadeia de comércio exclusiva do lado de lá. Não tenho a noção do lado de lá.
Apesar de tudo isto, o Grupo de Amigos de Olivença continua a enviar-me comunicados oficiais, narrando as respectivas peripécias. Eu tenho-os por gente simpática mas, ó malta, gastar mails nacionalistas comigo é como se a True Love Waits resolvesse distribuir folhetos entre as putas de Monsanto.