terça-feira, dezembro 28, 2004

O John Gray é uma besta

É compreensível que a mais recente mensagem de Bin Laden suceda imediatamente ao sismo na Ásia. Surgir nas ruínas da calamidade dá sempre uma vaga ideia de que se foi responsável por ela. Não é preciso ter assessores de marketing particularmente brilhantes: o fundamental é contar com um público assaz imbecil, e esse, à semelhança da barba do sr. Bin Laden, é mato.
Estranho em tudo isto é o facto de a mensagem chegar à Al-Jazira numa cassete de áudio. Ainda há cassetes dessas? Os psicopatas são alérgicos aos meios digitais? A continuar assim, qualquer dia as prédicas do faquir serão entregues em placas de argila talhada. É esta a modernidade da Al-Qaeda?