terça-feira, janeiro 10, 2006

Ora bem

Agora que a campanha sossegou, tenho enfim tempo de escrever umas linhas sobre assuntos que não envolvam Cavaco, Soares & Cia. Isto é, assuntos realmente importantes. Por azar, não me apetece. Deixo apenas os seguintes, e breves, recados:

a) Nuno, já ouvi o disco da Nellie Mckay. É bom, muito bom, estupidamente bom. Não é, porém, genial como o primeiro. É apenas o disco pop de 2006, mesmo porque há uma enorme probabilidade de eu não ouvir mais nenhum disco pop de 2006.

b) Embora a esta hora já toda a gente saiba, insisto: a Constança Cunha e Sá rendeu-se à blogosfera. Aqui e, suponho, ainda aqui. Seja bem-vinda.

c) Os mais recentes 50 ou 60 posts do Estado Civil são os melhores do blogue. O Estado Civil é o melhor blogue do Pedro Mexia. O Pedro Mexia é o melhor escritor de blogues que eu conheço.

d) Há um almoço aprazado para o dia 21, a realizar num desses povoados que circundam Lisboa e cujo nome não há maneira de um cidadão de inteligência mediana fixar. Isto para dizer que preciso de boleia de Lisboa até ao dito povoado. E o JPC, se arranjar um pedacinho livre entre as 28 crónicas que produz semanalmente, também. Propostas ao cuidado do meu assessor, que eu não falo directamente com a ralé. Ou, como diz a Sra. Dra. Clara Ferreira Alves, com estagiários.

e) E pronto.